As misericórdias de hoje para os problemas de hoje.

Não vos inquieteis a respeito do amanhã, porque
o dia de amanhã cuidará de si mesmo. 
Basta a cada dia o seu mal. MT 6:34

Ultimamente pessoas têm me perguntado quais são as minhas lutas diárias, como eu as enfrento, como eu superei um passado traumático há pouco tempo sem carregar grandes sequelas disso. Passei a meditar então em como eu consegui, pois até então não havia parado para pensar em como estava meu emocional com isso tudo.

Percebi nitidamente que em nenhum momento foi eu que superei, eu não tinha forças para nada, por mim mesma eu teria me afundado em choro e desespero. Foi Deus, Ele me deu a dose diária de amor e misericórdia suficientes para eu vencer as lutas de cada dia.

Nos primeiros dias depois que minha vida virou de cabeça para baixo eu pensei que seria o fim. Não encontrava motivos para seguir, para tentar viver, me questionava o porquê de estar passando por tais dificuldades, me perguntava onde Deus estava no meio do meu sofrimento. Depois de muito relutar, desisti de fazer as coisas sozinha, neste momento eu orei: “Deus, entrego tudo e o pouco que tenho a Ti, cuida da minha vida e de tudo que há em mim, sozinha eu não vou a lugar algum, necessito da Tua ajuda e que seja feita a Tua vontade sobre minha vida.”

O que eu não havia percebido é que sempre foi feita a vontade dEle, minha vida já estava em Suas mãos, eu já era completamente dEle desde que respirei pela primeira vez. O meu sofrimento e minhas alegrias eram planos dele, tudo, absolutamente tudo foi obra dEle em minha vida. Eu só precisava enxergar o favor do Senhor sobre mim para que todas as angústias de dissipassem. Meus problemas acabaram? Não. O sofrimento sim.

Quando entreguei meus problemas a Ele, descansei. Foi como se uma bigorna saísse das minhas costas. Passei a sorrir, vi Deus. Entendi então o que Agostinho quis dizer com:

Na minha mais profunda ferida vi a Tua glória. E isto me deslumbrou.

Quero continuar o texto com um sermão de John Piper sobre o assunto:

Uma parte da fé salvadora é a segurança de que amanhã teremos fé. Confiar em Cristo hoje inclui o crer que Ele lhe dará a confiança de amanhã, quando o amanhã chegar. Com freqüência, sentimos que nossa reserva de forças não será suficiente para mais um dia. E, de fato, não será. Os recursos de hoje são para hoje; e uma parte desses recursos é a confiança de que novos recursos nos serão dados amanhã.
O alicerce desta segurança é o maravilhoso ensino bíblico de que Deus determina para cada dia apenas a quantidade de problemas que este dia é capaz de suportar. Em nenhum dia, Deus permitirá que seus filhos sejam provados além do que a sua misericórdia para aquele dia suportará. Isso foi o que Paulo quis dizer em 1 Coríntios 10.13:

“Nenhuma prova lhes tem sobrevindo, que não seja comum ao homem.
 Deus é fiel, e não permitirá que sejam provados além do que são capazes de agüentar, 
mas, com a prova, Ele também dará o meio de escape, para que possam suportá-la”

Juntamente com a medida de dor para cada dia, Ele nos dá novas misericórdias. Este é o argumento de Lamentações 3.22-23: “As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade”.
As misericórdias de Deus são novas cada manhã, porque existem misericórdias suficientes para cada dia. É por isso que tendemos a entrar em desespero, quando pensamos que talvez possamos ou tenhamos de levar os fardos de amanhã com os recursos de hoje.
Deus deseja que estejamos cientes de que não podemos. As misericórdias de hoje são para os problemas de hoje; as de amanhã, para os problemas de amanhã. Às vezes, nos perguntamos se teremos misericórdia para permanecermos firmes em provas terríveis. Sim, teremos. Pedro disse:

“Se, pelo nome de Cristo, sois injuriados, bem-aventurados sois, porque
sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus” (1 Pe 4.14).

Quando a injúria nos sobrevém, o Espírito da glória se manifesta. Aconteceu com Estêvão, quando ele estava sendo apedrejado (At 7.55-60). Acontecerá com você. Quando o Espírito e a glória são necessários, eles surgem. O maná no deserto foi dado uma vez por dia. Não havia armazenagem de maná. Essa é a maneira como temos de depender da misericórdia de Deus. Você não recebe hoje a força para levar os fardos de amanhã. Recebe misericórdias hoje para os problemas de hoje. Amanhã, as misericórdias serão renovadas.

 “Fiel é Deus, pelo qual fostes chamados à comunhão de seu Filho Jesus Cristo,
 nosso Senhor” (1 Co 1.9). 

“Fiel é o que vos chama, e Ele também agirá!” 
(1 Ts 5.24 — tradução do autor.)

 

 

 

 

 

 

_________________________________________________________________

REFERÊNCIAS:

Uma vida Voltada para Deus – John Piper, p 24.

Karolaíne Ferraz

25 anos, Sul-mato-grossense, Cristã Protestante, Calvinista, mãe da Valentina, professora de Língua Portuguesa e Literatura numa escola pública. Defende a feminilidade e sonha com uma família dentro dos princípios bíblicos. "Seja boa, doce menina, e não se esqueça de ser a mais inteligente que puder" - C. S. Lewis.

Comentários no Facebook